Wednesday, 30 September 2009

Vacinar ou não vacinar


A presente declaração foi elaborada com base na revisão de alguma bibliografia encontrada a respeito do assunto em causa, VACINAÇÃO,nomeadamente:

BLECH, Jorg – Os inventores de doenças: a denúncia corajosa e documentada sobre os abusos da indústria farmacêutica; Ambar, 2006.


LANCÔT, Guylaine – The medical mafia : how to get out of it alive and take back our health & wealth: here is the key; 1995.


MILLER, Neil Z. – Vaccines: are they realy safe & effective?; New Atlantean Press, 2006.


MILLER, Neil Z. – Immunization theory vs reality; New Atlantean Press, 1996


RAPPOPORT, Jon – "Vaccine dangers and vested interests: a retired vaccine researcher goes public on what the pharmaceutical industry and health authorities don't want us to know; tht vaccines are unsafe, untested and one of the greatest frauds of our time", in Nexus Magazine, vol. 13, n.º 2, 2006


Sites:

http://www.grifo.com.pt/

http://www.vaclib.org/

http://www.vaclib.org/

http://www.ctanet.fr/vaccination-information

http://alyccs.free.fr/


Após alugmas leituras de artigos e matéria relacionada com as vacinas verificámos e concordamos que muitas das vacinas não foram a verdadeira causa do declínio na incidência das doenças sendo que a melhoria das condições sanitárias e alimentares assumem o crédito por esse facto.
Para além disso, várias doenças também possuem o seu ciclo evolutivo.


Nenhuma das vacinas confere imunidade genuína e frequentemente o contrário é verdadeiro; a vacina aumenta a probabilidade de contracção da doença. No que diz respeito ás taxas de eficácia das vacinas,estas podem ser enganadoras e erróneas uma vez que normalmente são avliadas pela medição dos níveis de anticorpos e não pela compração das taxas de pessoas vacinadas e não vacinadas. Não existem estudoscom grupos de controle e as autoridades simplesmente consideram que"não vacinar" é antiético e recusam-se a estudar voluntários nãovacinados. Pelo contrário, se estudos de controle fossem realizadosde acordo com procedimentos científicos honestos, a vacina certamenteseria proibida.

Na generalidade as autoridades que reúnem e publicam estatísticas de doenças trabalham em conjunto com laboratórios que produzem as vacinas e o único valor que os une é meramente económico. Resultado, os efeitos colaterais e óbitos são atribuídos a tudo, menos às vacinas, na tentativa de distorcer os resultados e fazer parecer que as vacinas têm algum mérito.

O sistema imunitário

Vários investigadores referenciam que as vacinas apenas "enganam" o organismo ao concentrà-lo apenas numa função: produção de anticorpos. Deste modo o organismo tende a ignorar as demais funções e estratégias integradas do sistema imunitário. Uma doença contraída naturalmente é"fitrada" através de uma série de etapas defensivas do sistema imunitário, contudo, quando é injectado o vírus/vacina directamente na corrente sanguínea da criança, este tem acesso a todos os grandes tecidos e órgãos do corpo sem as naturais vantagens inerentes a uma resposta imunitária total. Os anticorpos (linfócitos-T) que respondem aos microorganismos/Agentes invasores da vacina, tornam-se empenhados na produção de Anticorpos contra esses microorganismos e são incapazes de reagir eficientemente contra outros desafios relativos à saúde das crianças.


Os investigadores referem ainda que o sistema imunitário imaturo de um bebé é estimulado, fortalecido e amadurece ao responder aos desafiosda natureza, ou seja, quando a criança é exposta a vírus e microorganismos bacterianos no meio ambiente, o desenvolvimento normal do sistema imunitário é provável que aconteça. No entanto, se o sistema imunitário imaturo de um bebé é forçado a responder a uma sequência de vacinações injectadas directamente no organismo, inibindo (bypassing) as defesas externas do sistema imunitário, as funções protectoras do sistema imunitário interno podem ser sobrecarregadas. Portanto, quando a imunidade natural é restringida e o sistema imunitário é compelido a operar de forma não-natural, surgem questões relacionadas com a sua capacidade de proteger a criança ao longo da sua vida.


O sistema imunitário está concebido de forma a ajudar o organismo adiscriminar o "eu" de tudo o resto que é estranho e potencialmente perigoso. Assim, sob condições naturais, os microorganismos inimigos são atacados e tomados benignos pelo sistema imunitário contrariamente ao que sucede quando vírus estranhos são injectados no corpo fundindo-se com as células saudáveis e continuando a repliar-se conjuntamente com essas células. Este processo confunde o sistema imunitário que deixa de conseguir diferenciar condiçoes perigosas de condições inofensivas. Sob os auspícios destas condições induzidas, não só o sistema imunitário invadirá as suas células (cancro), como ignorará os sinais de perigo, deixando o organismo vulnerável a um vasto leque de doenças auto-imunes.


Autópsias realizadas a cadáveres nos quais se comparou a glândula do timo, produtora de células protectoras T, em adultos de países onde eram pouco vacinados versus USA, os investigadores descobriram que o Timo dos cadáveres americanos começara a atrofiar logo a seguir à puberdade. Por outro lado verificou-se que a deterioração da glândula Timo nos cadáveres de indivíduos de países onde estes eram pouco vacinados era mínima. As anomalias da glândula Timo estão associadas a todo um conjunto de doenças auto-imunes e a produção de tumores (ex:muitos tipos de cancro, leucemia, lúpus, artrite reumatóide). Alguns investigadores responsabilizam as instituições que defendem a disseminação mandatória dos programas de vacinas, afirma Neil Z.Mlller , sem esclarecer devidamente os pais o que levanta questões éticas profundas. Deixamos de falar de um "Sistema de Saúde" parafalarmos de um "Sistema de Doenças!..."


Guylaine Lancôt (1995) é peremtória em afirmar que as vacinas são onerosas e representam um custo de biliões de euros anualmente beneficiando a indústria e sobretudo os fabricantes mltinacionais. Afirma ainda que a vacinação encoraja a dependência médica e reforça a crença na ineficiência do corpo criando a falsa noção de permanente necessidade de assistência. Este aspecto conduz à perda de dignidade pessoal para não falar do facto de nos tornar financeiramente dependentes. Uma outra perspectiva interessante de Lancôt diz respeito ao facto de a vacinação encorajar a dependência moral e financeira dos países de terceiro mundo perpetuando o controlo social e económico dos países ocidentais e destes sobre os do terceiro mundo. A vacinação esconde e camulfla os verdadeiros problemas sociais e políticos da pobreza de uns a explorar os outros o que resulta em pseudo-soluções tecno-científicas que são tão complicadas e sofisticadas que os pacientes não conseguem compreender. Por outro lado as vacinações desviam fundos que deviam ser investidos no melhoramento das condições de vida sobretudo ao nível sanitário e alimentar.


Em 1997 e novamente em 2004, surge um o artigo do jornal PHI que, saliente-se, nunca foi refutado que questionava a vacinação. É numerosa a literatura e os estudos que fundamentam a afirmação de que as vacinas representam um dos maiores erros da medicina actual sobretudo porque ainda não foram dadas provas da sua eficácia. Há mais de 40 anos o médico alemão G. Buchwald provou a inutilidade e nocividade das vacinas e demonstrou nas suas estatísticas que o ponto das doenças ocorre em tempo de guerra pelos muitos factores a esta associados nomeadamente subnutrição, pressão psíquica, água infectada entre outros. Obviamente o número de mortos e de doentes diminui com o melhoramento da situação e com o melhoramento das condições alimentares e sanitárias. Em todos os diagramas do Dr. Buchwald baseados em datas oficiais é possível detectar que o número de pessoas que adoecem diminui independentemente da vacinação em massa. Quanto aos falsos argumentos da medicina convencional relativamente ás vacinas, o primeiro diz respeito aos efeitos secundários que a esta afirma não existirem, ou, por outras palavras, só as sequelas causadas pela vacina e que são reconhecidas como tal, fazem parte das estatísticas. Pesquisas científicas honestas e imparciais mostraram que a vacinação deprime e prejudica a função do cérebro e da imunidade e constitui um factor de risco em muitas doenças, como:

  • - Síndrome de morte infantil súbita (SIDS);
  • - Disfunções dce desenvolvimento (autismo, convulsões, retardo mental,hiperactividade, dislexia etc.);
  • - Deficiência imunológica (AIDS, Síndrome Epstein Barre etc.);
  • - Doenças degenerativas (distrofia muscular, esclerose múltipla,artrite, câncer, leucemia, lúpus, fibromialgia etc.).

Todas as vacinas produzem efeitos secundários cujas reacções podem ir desde a ferida da injecção no local até danos cerebrais e morte. Os efeitos a longo prazo de todas as vacinas são desconhecidos e particularmente preocupante é o facto das implicações das vacinas no sistema imunitário imaturo das crianças poderem ser devastadoras. Foram apresentados estudos mostrando danos prejudiciais na protecção da saúde após as inoculações-encefalite pós vacina. Deste modo um número significativo de crianças é sujeito a crescer com incapacidades e deficiências de vários graus, quer sejam físicas, mentais ou emocionais sendo que estas condições afectarão o indivíduo, a sua família e a sociedade em geral. Algumas das vacinas podem ser particularmente perigosas, não obstante o complexo industrial das vacinas continua a manter a sua prática dissuadora, desvalorizando as reacções ás vacinas. A este facto soma-se ainda a propaganda criativa sobre os méritos das vacinas que representa um estratagema lucrativo já para não mencionar os mass media qe assustam a sociedade pelo medo de surtos epidémicos. Assustador é ainda o facto de em Inglaterra os serviços nacionais desaúde pagarem um bónus aos médicos que apresentem taxas de vacinação acima de determinadas percentagens. Nos E.U.A., por exemplo, as pressões informais e os incentivos para se obedecer ás autoridades não são suficientes daí que os próprios legisladores pessionem para a criação de leis contra a liberdade de escolha. Este padrão de coerção e negação é notório entre os membros iluminados da populaão incluindo os pais que questionam as vacinas, cujo despertar se tenha devido, infelizmente, à custa da vida das suas próprias crianças.

Antes de 1990, os médicos não eram legalmente obrigados a notificar as reacções adversas ao órgão de controle de doenças nos EUA ( CDC - US Centers for Disease Control). As reacções adversas são consideradas"normais", são ignoradas ou diagnosticadas como outras doenças. Ainda assim, os danos notificados são numerosos e apesar da obrigação legal actual, menos de 10% dos médicos notificam ao CDC os danos que testemunham. Fraude científica foi o nome atribuído por muitos profissionais renomados da área da saúde que ao longo da história demostraram a sua oposição relativamente à vacinação.

Um argumento questionável: As vacinas modernas são bem suportadas!

De que são feitas as vacinas? A resposta a esta pergunta deveria ser fornecida a todos os pais antes de qualquer intervenção; as bulas de vacinas contêm estas informações que deveriam ser disponibilizadas aos consumidores visto que são impressas para esse propósito apesar de tal nunca acontecer. Além das formas activas, obtidas de forma duvidosa há ainda uma quantidade de estabilizadores, neutralizadores, conservantes, antibióticos, substâncias de base, corantes, etc.

Apresentamos uma lista um tanto asustadora de venenos comprovados pela medicina. Alguns dos quais não podem ser eliminados pelo organismo e,retidos no corpo, continuam actuando como tóxicos para os sistemas nervoso, reprodutivo e muscular:

  • Thimerosal, um derivado de mercúrio utilizado como conservante, é uma causa comum de reacções sensíveis ou alérgicas (Contact Dermat, 1989;20: 173-6). Estudos em animais também mostraram que o mercúrio pode inibir a imunidade (Toxicol Appl Pharmacol, 1983; 68: 218-28). Esteproduto provoca dificuldade de aprendizagem nas crianças, problemas de concentração, problemas na fala, falta de raciocínio, agitação, etc. A pressão exercida sobre os fabricantes par remover esta substância química das suas vacinas data dos anos 90, no entanto o progresso tem sido frustrantemente vagaroso... Uma revisão recente mostrou que alguns bebés que recebem vacinas contendo thimerosal são expostos a níveis cumulativos de mercúrio superiores àqueles considerados seguros (Pediatrics, 2001; 107: 147-54). Segundo o Dr. Boyd Haley, perito em Química da Universidade de Kentucky, o "Thimerosal é um dos componentes mais tóxicos que eu conheço, eu não me lembro de nada que seja mais letal"
  • Formaldeído: um composto altamente tóxico e cancerígeno que, segundo afirmam os adeptos das vacinas, quando injectado directamente no corpo de uma pessoa vai proteger a saúde e fortalecer o sistema imunitário. No mínimo duvidoso.
  • Formalina: é uma solução diluída de formol utilizada para inactivar vírus e desintoxicar toxinas. Quase 50 estudos mostraram uma relaçãoentre o contacto com formol e a leucemia e cancro do cérebro, cólon e tecidos linfáticos (Neustaedter R, The Vaccine Guide, Berkley, CA:North Atlantic Books, 1996).
  • Sulfato de alumínio: um adjuvante utilizado para melhorar a eficácia de uma vacina. Estudos mostram que vacinas que contêm alumínio causam mais reaccões que outras. O Prof. Dr. H. Spiess membro da comissão de vacinação permanente em Berlim escreve: "O modo de actuar dos adjuvantes é complexo e ainda não é conhecido em todos os pormenores."
  • Fenol: um desinfectante e corante.
  • Glicol etilénio: o ingrediente principal anti-congelante.
  • Clorato de benzeónio: um antiséptico.
  • Metilparabeno, um conservante e antifungo.

Foi revelado que as vacinas ainda podem conter um outro perigo. Em muitas vacinas produzidas no final dos anos 80 e início dos anos 90 foram utilizados produtos bovinos obtidos em países onde a BSE, encefalite bovina espongiforme (doença da vaca louca), era um risco substancial. Nos EUA, a FDA repetidamente pediu que as indústrias farmacêuticas não utilizassem produtos de gado criado em países onde a BSE fosse uma realidade. Entretanto, de acordo com uma reportagem no New York Times (08.02.2001), cinco indústrias, inclusive a Glaxo Smith Kline, a Aventis e a American Home Products continuavam a utilizar estes ingredientes no ano 2000 para fabricar nove vacinas amplamente utilizadas, incluindo as da paralisia infantil, difteria e tétano.

De acordo com Dr. Harold Buttram "As substâncias químicas são muito mais tóxicas em vacinas combinadas numa única aplicação do que quando aplicadas separadamente".



Casos reais:
A Organização Mundial da Saúde (OMS) realizou, de 1968 a 1971, uma enorme campanha de vacinação na Índia. Cerca de 364.000 pessoas foram vacinadas numa vasta zona contra a tuberculose, contudo e para grande consternação dos especialistas, surgiram mais casos de tuberculose e de mortes do que numa zona de tamanho idêntico onde ninguém fora vacinado. A OMS terminou o estudo e chegou literalmente à conclusão de que o grau de protecção era igual a 0%. No entanto, foram precisos 27 anos para o Instituto Robert Koch tornar público o resultado deste teste e para suspender a administração das vacinas contra a tuberculose na Alemanha enquanto que na Áustria só foi suspensa em Março de 2000. No ano 2000, na Suíça, houve uma epidemia de papeira durante 5 meses e o facto é que a Direcção Federal de Saúde teve de reconhecer que 75% dos doentes tinham sido vacinados.

Relatórios oficias do governo norte americano e inúmeros estudos médicos apresentam provas esmagadoras indicando que as vacinas não são seguras. Pesquisas mostram que, nos Estados Unidos, milhares de bebés morrem anualmente em consequência da vacinação e centenas de milhares sofrem convulsões, coma, paralisia e danos cerebrais.

O elo entre SIDS e vacinas foi ainda ilustrado em 1985 por um sistema de monitoramento infantil desenvolvido na Austrália. O monitoramento denominado "Cotwatch" foi desenvolvido para monitorar a respiração de bebés com risco de SIDS. Sem querer mostrar qualquer ligação entre SIDS e vacinação, a Dra. Viera Scheibner verificou que "a respiraçãodos bebés era afectada de maneira característica e por um longo período de tempo (40 a 65 dias) após as injecções da vacina triplica. Soube-se também, através dos pais de bebés que morreram no berço que, na maioria das vezes, o bebé morrera após uma injecção de vacina triplica." À medida que a pesquisa da Dra. Scheibner prosseguia, a ligação entre morte no berço e vacinação tornava-se mais óbvia e inegável. "Havia nítida aglomeração de mortes (no berço) por volta da época da vacinação" afirma a Dra. Scheibner.

Esse facto levou a Dra. Scheibner a pesquisar mais de 35.000 páginas de estudos médicos referentes à vacinação. O seu aprofundado estudo mostrou que não há provas quanto à segurança e eficácia de vacinas. O trabalho da Dra. Scheibner culminou no seu livro, "Vaccination, the Medical Assault on the Immune System" (Vacinação, a agressão médica ao Sistema Imunológico) cuja conclusão foi: "As imunizações, inclusive aspraticadas em bebés, não apenas deixam de prevenir doençasinfecciosas, como causam mais sofrimento e mais óbitos do que qualqueroutra actividade humana em toda a história da intervenção médica." A Dra. Scheibner cita provas obtidas de vários estudos, mostrando que oefeito das vacinas sobre o nosso sistema imunológico é a principalcausa do aumento de doenças degenerativas e auto-imunes, por exemplo,o cancro e a leucemia.

Aqueles que advogam a obrigatoriedade da vacinação apontam a vacina contra a poliomielite como exemplo do sucesso das vacinas no controle de uma epidemia perigosa. No entanto, o governo americano e autoridades médicas reconhecem que, nos últimos 30 anos, os únicos óbitos por poliomielite foram causados pela vacina contra pólio. A Dra. Scheibner indica provas – inclusive num artigo da publicação médica "The Lancet" – de que a epidemia de poliomielite observadaentre 1945 e 1954 foi causada pela introdução da vacinação em massa.

Em 1986, o governo dos EUA reconheceu oficialmente que a vacinação representa um risco potencial para as crianças. O Congresso promulgou a Lei Nacional Sobre Danos da Vacinação Provocados na Infância (Lei99-960), que estabelece uma compensação para os pais de crianças mortas ou prejudicadas por vacinas — até US$ 250.000 pela morte de uma criança. Até Agosto de 1997, mais de US$ 802 milhões de dólares haviam sido pagos pelo governo dos EUA a famílias de crianças mortas ou gravemente prejudicadas por vacinas. Milhares de casos aguardam uma decisão.

No entanto, não há qualquer esforço governamental para verificar se a política de vacinação obrigatória está fazendo mais mal do que bem na prevenção de doenças infantis. Pelo contrário, mais de 100 milhões de dólares foram gastos anualmente desde o final da década de 70 paravacinar quase 100% de crianças norte-americanas em idade escolar.


PROMOÇÃO DA SAÚDE

O boletim dos professores, n.º 2 (2006)

A Educação para a Promoção da Saúde vai ser obrigatoriamente abordada no ensino básico, tanto de forma transversal com integrada numa das três áreas curriculares não disciplinares existentes.

LIEBERT, Ann Mary - The journal of alternative and complementary medicine: research on paradigm, practice, and policy; Inc Publishers.

As escolas promotoras de saúde "confessam" o paradigma médico, e este pressupõe um determinado perfil de abordagem a nível da promoção da saúde. Se a Constituição da República prevê a "liberdade de consciência" e afirma que o ensino público não é "confessional", então existe a possibilidade de tanto os professores como os encarregados de educação conscientes, recusarem algumas premissas do modelo de promoção de saúde e exigir a introdução de um diálogo médico mais respeitador da vida que articule uma postura mais madura e integradora de todas as abordagens médicas alopática e as consideradas de"alternativas e/ou complementares".
No parecer da ordem dos médicos sobre os projectos de diplomasreguladores do exercício das medicinas não convencionais presentado à comissão parlamentar de saúde refere que este diálogo é vedado em detrimento dos interesses dos utentes do sistema de saúde, não pelo facto inerente â ausência de validade ou cientificidade, mas pelo facto de pesistirem fortes resistências e preconceiros do actual paradigma médico-ientífico, na sua principal corrrente, à sua democratização e integração no SNS


A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

Numa denúncia corajosa e documentada sobre os abusos da Indústria Farmacêutica, Jorg Blech afirma na sua obra "Os inverntores de doenças" que a indústria farmacêutica realiza a venda de sintomas pouco frequentes como epidemias de extraordinária propagação e a venda de sintomas ligeiros como indícios de doenças mais graves. Referindo um estudo californiano, Thomas Bodenheimer, no New Enland Journal of Medicine, revela também uma influência clara, em ocasiões excessivas, dos padrões industriais sobre os estudos clínicos: as empresas farmacêuticas ocultam, retocam e modificam os resultados dos estudos que encomendam a investigadores vedadeiramente independentes. Seis dos doze investigadoes consultados por Bodenheimer admitiram que os seus trabalhos tinham sido objecto de intervenção. Dado o descontentamento do cliente, os resultados dos estudos nem sequer haviam sido publicados ou então tinham sido manipulados.


LEI DAS BASES DA SAÚDE – Aprovada pela Lei n.º 48/90, de 24 de Agosto,com as alterações introduzidas pela Lei n.º 27/2002, de 8 de Novembro.
A Assembleia da República decreta nos termos dos artigos:
164.º, alínea d); 168.º, n.º 1, alínea f) e 169.º, n.º 3 da Constituição, o seguinte:

Lei de Base XIV – Estatuto dos Utentes
1 – Os utentes têm direito a :

a) escolher, no âmbito do sistema de saúde e na medida dos recursos existentes e de acordo com as regras de organização, o seviço e agentes prestadores;

b) decidir, receber ou recusar a prestação de cuidados que lhes é proposta, salvo disposição especial da lei;

c) serem tratados pelos meios adequdos, humanamente e com prontidão, correcção técnica, privacidade e respeito;

d) ter rigorosamente respeitada a confidencialidade sobreo os dados pessoais revelados;

e) ser informados sobre a sua situação, as alternativas possíveis de tratamento e a evolução provável do seu estado;

f) receber, se o desejarem, assistência religiosa;

g) reclamar e fazer queixa sobre a forma como são tratados e, se for caso disso, a receber indemnização por prejuízos sofridos

;h) constituir entidades que os representem e defendam os seus nteresses;

i) constituir entidades que colaborem com o sistema de saúde, nomeadamente sob a forma de associações para a promoção e defesa da saúde ou de grupos de amigos de estabelecimentos de saúde.

Constituição da República Portuguesa

Artigo 41.º liberdade de consciência. (...);

6. É garantido o direito à objecção de consciència nos termos da lei.

Lei n.º 24/96, de 31. 07, alterada pelo Dec.-Lei n.º 67/2003 de 08.04(Lei de Defesa do Consumidor):

Artigo 3.º - Direitos do consumidor:

À qualidade dos bens e serviços;
À protecção da saúde e da segurança física;
À formação e à educação para o consumo;
À informação para o consumo;
À protecção jurídica e uma justiça acessível e pronta;
À participação por via representativa, na definição legal ou administrativa dos seus direitos e interesses.

Monday, 28 September 2009

Preparação Álcool em Gel

Álcool em Gel
(Aqui vai uma receita bem simples e uma forma de poupar no orçamento.)

Todos nós já ouvimos e lemos inúmeras informações sobre a gripe A.
Também sabemos que a protecção é o maior meio de combate ao vírus.
Como tal, e devido ao facto deste produto ter triplicado o seu preço, deixo aqui a receita para a elaboração de álcool em gel:
  • 2 folhas de gelatina incolor e sem sabor (compra-se em qualquer supermercado)
  • 1 copo de água quente para dissolver as 2 folhas de gelatina.
  • Deixe arrefecer.
  • Acrescente 12 copos de álcool de 96° graus.
  • Está pronto o álcool em gel de 72° a 75° graus.

Saturday, 26 September 2009

Flu Vaccine Exposed


Studies show that flu vaccines are unsafe and ineffective. This presentation by the Thinktwice Global Vaccine Institute includes a visual depiction of flu vaccine production -- how the flu vaccine is made and what it contains.


Dr. Mercola's Comments:

The video by Thinktwice Global Vaccine Institute offers a good summary of what every person should know about the seasonal flu vaccine; how it’s made, and its effectiveness.


Signs and Symptoms of Influenza


As most of you probably know, influenza is a contagious viral respiratory infection.

Symptoms include:


  • Fever


  • Chills


  • Runny nose


  • Sore throat


  • Cough


  • Muscle aches


  • Fatigue


  • Decreased appetite

Typically, the condition will improve after two to three days of bed rest, although some symptoms may persist for about a week.
What many people do NOT know, however, is that death caused directly by the flu virus is very rare. The vast majority of so-called “flu deaths” are in fact due to bacterial pneumonia – a potential complication of the flu if your immune system is too weak.
Other complications can include ear- or sinus infections, dehydration, and worsening of chronic health conditions.
The elderly and people with other pre existing medical conditions such as asthma, diabetes, or heart disease, are at higher risk of developing pneumonia after a bout of the flu.



The Flu Vaccine Does Not Prevent the Flu, nor Protect Against the Vast Majority of Flu-Related Deaths


The conventional treatment for bacterial pneumonia is an antibiotic, not a viral flu drug, so to think that taking a flu vaccine will prevent death from pneumonia doesn’t really make sense.
“But the vaccine will prevent the flu, which will prevent the possibility of developing pneumonia,” some might say.
That sounds good in theory, but the statistics simply do not support this assertion.
Because study after study, and master studies that compile the results from several studies to get a more objective result, keep coming to the same conclusion: Flu vaccines DO NOT WORK, and in many cases do more harm than good.
In fact, one shocking statistic brought to light in this video is that BEFORE the CDC advocated vaccinating children under the age of five, the number of children dying from the flu was very low, and on the decline.
Then, in 2003, just after children aged five and under started getting vaccinated, the number of flu deaths SKYROCKETED. The death toll was enormous compared to the previous year, when the flu vaccine was not administered en masse to that age group!
How anyone can consider a strategy that yields a higher death toll to be a “success” is a mystery to me.



The Problem with Flu Death Statistics
However, as frightening as much of this may sound, it’s important to keep things in perspective. According to the statistics shown in the video above, more Americans die from asthma, and even malnutrition each year, than the flu.
Unfortunately, the Centers for Disease Control and Prevention (CDC) grossly distort the facts about flu deaths, making the flu virus seem far more dangerous than is warranted. On the CDC’s main flu page, they state that about 36,000 people die from the flu in the United States each year. But if you search a little harder, you can find the actual number of people who died from the flu in 2005 (this is the most recent data that’s available) was 1,806. The remainder was caused by pneumonia. In 2004, there were just 1,100 actual flu deaths.The statistics the CDC gives are skewed partly because they classify those dying from pneumonia as dying from the flu, which is inaccurate.



How is the Flu Vaccine Made?
This is another area that many people do not understand or take into consideration before getting a seasonal flu shot.
In January or February of each year, health authorities travel to Asia to determine which strains of the flu are currently active. Based on their findings in Asia, they assume that the same strains of viruses will spread to the U.S. by fall.
At this point, U.S. vaccine manufacturers start making that season’s flu vaccine, which will contain the strains found in Asia. However, if the viral strains circulating in the U.S. that season are not identical to those in Asia, the vaccine you receive is a complete dud.
And to add insult to injury, you’ve just been injected with a laundry list of harmful ingredients.



What’s in the Seasonal Flu Vaccine?
The flu strains selected are cultivated in chick embryos for several weeks before being inactivated with formaldehyde, which is a known cancer-causing agent. Then they’re preserved with thimerosal, which is 49 percent mercury by weight.
Even many health care professionals are confused about this and are not aware that the preservative thimerosal is mercury. As a quick side note, one of my chief writers told me that, “the doctor’s office told me the vaccine does not contain mercury, just something called thimerosal.”
Please, don’t be fooled by this incredible ignorance. If you have carefully studied this issue there is a great possibility you may know more than your physician about this topic. Don’t back down if they tell you something you otherwise know to be true.
According to the CDC, the majority of flu vaccines contain thimerosal. Some contain as much as 25 mcg of mercury per dose. This means that it may contain more than 250 times the Environmental Protection Agency’s safety limit for mercury.
By now, most people are well aware that children and fetuses are most at risk of damage from this neurotoxin, as their brains are still developing. Yet the CDC still recommends that children over 6 months, and pregnant women, receive the flu vaccine each year.
In addition to mercury, flu vaccines also contain other toxic or hazardous ingredients like:





  • Aluminum -- a neurotoxin that has been linked to Alzheimer’s disease


  • Triton X-100 -- a detergent


  • Phenol (carbolic acid)


  • Ethylene glycol (antifreeze)


  • Betapropiolactone - a disinfectant


  • Nonoxynol - used to kill or stop growth of STDs


  • Octoxinol 9 - a vaginal spermicide


  • Sodium phosphate


How Safe is the Flu Vaccine?


Serious reactions to the flu vaccine include, but are not limited to:
Life-threatening allergies to various ingredients
Guillain-Barre Syndrome (a severe paralytic disease that is fatal in about 1 in 20 cases)
Encephalitis (brain inflammation)
Neurological disorders
Thrombocytopenia (a serious blood disorder)


How Effective is the Flu Vaccine?


Remember that the potential effectiveness of a flu vaccine is dependent on the ASSUMPTION, made nearly a year in advance, that Asia’s viral strains will be the ones hitting the U.S. When they guess wrong, the vaccine is worthless from the very start.
But does that mean they withdraw the flu vaccine when they discover it contains the wrong strains? NO! They just keep giving it out anyway.
But even if they were to overcome that hurdle and actually select the correct strains, there’s still no evidence that it does anyone any good to get a flu vaccine.
Study after study comes back showing the same dismal results: the flu vaccines are not an effective method of prevention of the flu, and they do not save lives. As mentioned earlier, they may even be responsible for an increased death rate in some groups.
Sometimes determining efficacy is as easy as reading the information coming straight from the vaccine manufacturer.
How about this quote taken directly from the flu vaccine FLULAVAL’s package insert (which you likely never see when getting the flu shot) for the 2009-2010 formula:


" FLULAVAL is an influenza virus vaccine indicated for active immunization of adults 18 years of age and older against influenza disease caused by influenza virus subtypes A and type B contained in the vaccine. This indication is based on immune response elicited by FLULAVAL, and there have been no controlled trials demonstrating a decrease in influenza disease after vaccination with FLULAVAL.”



That’s right, NO controlled trials demonstrating ANY decrease in your risk of contracting the flu at all after vaccination! (It also states that each dose contains a total of 25 mcg of mercury.)
For those of you who are still unconvinced, know that there’s plenty of scientific evidence available to back up the recommendation to avoid flu vaccines. In addition to studies mentioned in the video, here are several other examples showing that flu vaccines do not work for any age group:





  • A study published in the October 2008 issue of the Archives of Pediatric & Adolescent Medicine found that vaccinating young children against the flu had no impact on flu-related hospitalizations or doctor visits during two recent flu seasons.
    The researchers concluded that "significant influenza vaccine effectiveness could not be demonstrated for any season, age, or setting" examined.


  • A 2008 study published in the Lancet found that influenza vaccination was NOT associated with a reduced risk of pneumonia in older people.
    This supports an earlier study, published in The New England Journal of Medicine.
    Research published in the American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine also confirms that there has been no decrease in deaths from influenza and pneumonia in the elderly, despite the fact that vaccination coverage among the elderly has increased from 15 percent in 1980 to 65 percent now.


  • In 2007, researchers with the National Institute of Allergy and Infectious
    Diseases, and the National Institutes of Health published this conclusion in the Lancet Infectious Diseases: “We conclude that frailty selection bias and use of non-specific endpoints such as all-cause mortality,have led cohort studies to greatly exaggerate vaccine benefits.”


  • A large-scale, systematic review of 51 studies, published in the Cochrane Database of Systematic Reviews in 2006, found no evidence that the flu vaccine is any more effective than a placebo in children. The studies involved 260,000 children, age 6 to 23 months.

Last but not least, I think it says a lot that 70 percent of doctors and nurses, and 62 percent of other health care workers do NOT get the yearly flu shot.
The reasons why they opted to not get vaccinated were:



  • They didn't believe the vaccine would work

  • They believed their immune systems were strong enough to withstand exposure to the flu

  • They were concerned about side effects


Might Influenza be Little More Than a Symptom of Vitamin D Deficiency?


Vitamin D, “the sunshine vitamin,” may very well be one of the most beneficial vitamins there is for disease prevention. Unfortunately it’s also one of the vitamins that a vast majority of people across the world are deficient in due to lack of regular exposure to sunshine.
Published in the journal Epidemiology and Infection in 2006, the hypothesis presented by Dr. John Cannell and colleagues in the paper Epidemic Influenza and Vitamin D raises the possibility that influenza is a symptom of vitamin D deficiency.
The vitamin D formed when your skin is exposed to sunlight regulates the expression of more than 2,000 genes throughout your body, including ones that influence your immune system to attack and destroy bacteria and viruses. Hence, being overwhelmed by the “flu bug” could signal that your vitamin D levels are too low, allowing the flu virus to overtake your immune system.
At least five studies show an inverse association between lower respiratory tract infections and 25(OH)D levels. That is, the higher your vitamin D level, the lower your risk of contracting colds, flu, and other respiratory tract infections:



  1. A 2007 study suggests higher vitamin D status enhances your immunity to microbial infections. They found that subjects with vitamin D deficiency had significantly more days of absence from work due to respiratory infection than did control subjects.

  2. A 2009 study on vitamin D deficiency in newborns with acute lower respiratory infection (ALRI) confirmed a strong, positive correlation between newborns’ and mother’s vitamin D levels. Over 87 percent of all newborns and over 67 percent of all mothers had vitamin D levels lower than 20 ng/ml, which is a severe deficiency state.
    Newborns with vitamin D deficiency appear to have an increased risk of developing ALRI, and since the child’s vitamin D level strongly correlates with its mother’s, the researchers recommend that all mothers’ optimize their vitamin D levels during pregnancy, especially in the winter months, to safeguard their baby’s health.

  3. A similar Indian study published in 2004 also reported that vitamin D deficiency in infants significantly raised their odds ratio for having severe ALRI.

  4. A 2009 analysis of the Third National Health andNutrition Examination Survey examined the association between vitamin D levelsand recent upper respiratory tract infection (URTI) in nearly 19,000 subjects over the age of 12.
    Recent URTI was reported by:
    17 percent of participants with vitamin D levels of 30ng/ml or higher
    20 percent of participants with vitamin D levels between 10-30 ng/ml.
    24 percent of participants with vitamin D levels below 10ng/ml
    The positive correlation between lower vitamin D levels and increased risk of URTI was even stronger in individuals with asthma and chronic obstructive pulmonary disease.

  5. Another 2009 report in the journal Pediatric Research stated that infants and children appear more susceptible to viral rather than bacterial infections when deficient in vitamin D. And that, based on the available evidence showing a strong connection between vitamin D, infections, and immune function in children, vitamin D supplementation may be a valuable therapy in pediatric medicine.

How to Prevent the Flu without Getting a Flu Shot


For most people the flu shot does not make you healthy; it does just the opposite and weakens your immune system.
If you follow a healthy lifestyle, you will not have to worry about getting the flu. Take it from me -- I’ve never received a flu shot, and I haven’t missed a day of work due to illness in over 20 years. The key steps that I follow to stay flu-free, which I suggest you follow too, include:






Génios vegetarianos









Monday, 21 September 2009

Porque somos vegetarianos


Assim como as células do nosso corpo não têm consciência de que fazem parte dele, tudo no Universo, em diferentes estados de consciência, faz parte de um mesmo corpo, porém, como células, não têm consciência disto. Quando atingirmos essa consciência, veremos que a família universal é mais que real e com que respeito nos dirigiremos a tudo e a todos, incluindo os quatro reinos.

A menor formiga tem que ser respeitada, como parte deste todo que reverenciamos com o nome de DEUS, pois, nunca será demais dizer que DEUS é tudo e em tudo está DEUS. Assim como tomamos a formiga por exemplo, poderíamos tomar a célula que compõe o nosso corpo, que, apesar de estar num estado de consciência muito aquém do da formiga, dia virá em que evoluirá e, também, buscará a luz como nós hoje o fazemos.

Não é por acaso que existem esses pequenos seres viventes. Nós, humanos, já estivemos num estado de consciência semelhante ao da formiga ( não em igual forma física), como também já tivemos um estado de consciência semelhante ao que se encontram hoje os animais superiores.

Por isso, São Francisco de Assis se referia a tudo e a todos como irmãos, dizendo: "Meu irmão mar, meu irmão pássaro, minha irmã terra..."

Para os que começam a despertar espiritualmente, este assunto é de grande importância e motivo de meditação, pois nada no Universo foi feito por acaso, tudo está em constante evolução, inclusive essa formiguinha que tomamos por exemplo. Sendo assim, devemos meditar muito quanto à nossa responsabilidade em tirar a vida desses animaizinhos que, a nossos olhos, são tão insignificantes, mas que têm um fim determinado aqui na Terra. (Não somos nós, também,
insignificantes em tamanho perante o infinito?) .

Isto não quer dizer que não devamos nos defender deles, mas importa muito a intenção com que o façamos. Nunca devemos sacrificá-los para o nosso prazer, e muito triste resulta que exterminemos a vida de qualquer espécie para alimentar nosso apetite ou nossa vaidade. Esta é uma das razões porque muitas religiões se esforçam por ensinar a necessidade de um regime vegetariano.

Quando renunciamos à carne por repugnância, isto já indica um estado de evolução, mas se a ela renunciamos por respeito a nossos irmãos menores, tal atitude é digna de muito louvor. E como tudo está em constante evolução, dia virá em que a humanidade reconhecerá este fato. Desde já, entretanto, pouco custa que comecemos a considerar esses irmãos menores e, quando virmos que são sacrificados para qualquer tipo de satisfação mundana, lancemo-lhes um sentimento e meditemos sobre o caso, isto é, o de impedir a evolução deles para um prazer fugaz. Talvez quem assim medite estará dando um passo seguro para vir a ser um verdadeiro cristão.



FRASES SOBRE O VEGETARIANISMO:


"A educação de um povo mede-se pela maneira como ele trata os animais" (Vincent Van Gogh)

"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais." (Abraham Lincoln)

"Eu temo pela minha espécie quando penso que Deus é justo." (...)
"E Deus disse, Contemplai, Eu vos dei todas as ervas com semente que existem à superfície da terra, e todas as árvores de fruto, nas quais o fruto contém a própria semente; isto será o vosso alimento." (Génesis 1:29)

"Eu sou a favor dos direitos dos animais tal como dos direitos humanos. Esse é o caminho de um ser humano completo." (Abraham Lincoln)

"Eu desprezo e abomino desculpas em nome da infame prática da vivissecção...Eu preferiria ser submetido à pior das mortes, aguentando a dor indefinidamente, a ter um único cão ou gato torturado , sob o pretexto de me dar alguns momentos de alívio."- (Robert Browning)

"Alguma vez lhe ocorreu por que motivo alguns de nós estão tão preocupados com os animais? Porque o governo não está. Por que não? Os animais não votam." (Paul Harvey)

"Enquanto matarmos e torturarmos animais, vamos continuar a torturar e a matar seres humanos - vamos ter guerra. Matar precisa de ser ensaiado e aprendido em pequena escala; enquanto prendermos animais em gaiolas, teremos prisões, porque prender precisa de ser aprendido em pequena escala; enquanto escravizarmos os animais, teremos escravos humanos, porque escravizar precisa de ser aprendido em
pequena escala." (Edgar Kupfer-Koberwitz)


"Não te envergonhes se, às vezes, os animais estejam mais próximos de ti do que as pessoas. Eles também são teus irmãos." (São Francisco de Assis)

"A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de carácter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem". (Arthur Schopenhauer)

"Eu não tenho dúvidas de que é parte do destino da raça humana, na sua evolução gradual, parar de comer animais". (Henry David Thoreau)

"Deveríamos ser capazes de recusar-nos a viver se o preço da vida é a tortura de seres sensíveis." (Mahatma Gandhi)

"Sinto que o progresso espiritual requer, em uma determinada etapa, que paremos de matar nossos companheiros, os animais, para a satisfação de nossos desejos corpóreos." (Mahatma Gandhi)

"Que horror é meter entranhas em entranhas, engordar um corpo com outro corpo, viver da morte de seres vivos." (Pitágoras)

"A não-violência leva-nos aos mais altos conceitos de ética, o objetivo de toda evolução. Até pararmos de prejudicar todos os outros seres do planeta, nós continuaremos selvagens." (Thomas Edison)

"Eu não como carne porque vi carneiros e porcos sendo mortos. Eu vi e senti a dor desses animais. Eles sentem a aproximação da morte. Eu não pude suportar a cena! Chorei como uma criança. Corri para o topo da colina e mal conseguia respirar...senti-me sufocado...senti a morte do carneiro." (Vaslav Nijinsky)

"Primeiro foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação à natureza e aos animais." (Victor Hugo)

"A protecção dos animais faz parte da moral e da cultura dos povos." (Victor Hugo)

"Somente depois da última árvore derrubada, depois do último animal extinto,e quando perceberem o último rio poluído,sem peixe, o Homem irá ver que dinheiro não se come." (Provérbio Indígena)

"Os vegetais constituem alimentação suficiente para o estômago e, no entanto, recheamo-lo de vidas valiosas." (Seneca)

"Aqueles que ainda comem carne quando poderiam fazer diferente não têm o direito de ser moralistas." (Stephen Clark)

"De todas as espécies, a humana é a mais detestável, pois o Homem é o único ser que inflige dor por desporto, sabendo que está a causar dor." (Mark Twain)

"Por trás da bela pele há uma história. Uma história sangrenta e bárbara." (Mary Tyler Moore)

"Já sabemos que, no estado actual da nossa jornada evolutiva, matar é um mal. Isto é tudo." (Max Heindel)

"O homem é um animal racional que sempre perde a calma quando o chamam a agir racionalmente." (Oscar Wilde)

"Se quisermos nos libertar do sofrimento, não devemos viver do sofrimento e do assassínio infligidos a outros animais." (Paul Carton)

"É somente pelo amaciamento e disfarce da carne morta através do preparo culinário, que ela é tornada suscetível de mastigação ou digestão e que a visão de seus sucos sangrentos e horror puro não criam um desgosto e abominação intoleráveis." (Percy Bysshe Shelley)

"Entre a brutalidade para com o animal e a crueldade para com o homem, há uma só diferença: a vítima" (Lamartine)

"Se o homem aspira sinceramente a viver uma vida real, a sua primeira decisão deve ser abster-se de comer carne e não matar nenhum animal para comer." (Leon Tolstoi)

"O comer carne é a sobrevivência da maior brutalidade; a mudança para o vegetarianismo é a primeira conseqüência natural da iluminação." (Leon Tolstoi)

"Um homem pode viver uma vida saudável sem ter que matar animais para comer; portanto, se ele come carne, participa do ato de tirar a vida de uma criatura meramente para saciar seu apetite. E agir dessa maneira é imoral." (Leon Tolstoi)

"Um dia o mundo vai querer pesquisar os animais como hoje busca pesquisar o ser humano." (Leonardo da Vinci)

"A estrutura do homem, externa e interna, comparada com a de outros animais, mostra-nos que as frutas e os vegetais suculentos constituem a sua alimentação natural." (Carlos Lineu)

"Não creia que os animais sofrem menos do que os seres humanos. A dor é a mesma para eles e para nós. Talvez pior, pois eles não podem ajudar a si mesmos." (Louis J. Camuti)

"A arma terrestre mais violenta é o garfo de mesa." (Mahatma Gandhi)

"Geralmente as pessoas usam como desculpa para continuar comendo carne, o facto de que humanos sempre comeram carne. De acordo com essa lógica, não deveríamos tentar impedir pessoas de assassinarem outras, já que esse comportamento também acontece desde as eras mais longínquas..." (Isaac Bashevis Singer)

"Não haverá Justiça enquanto o homem empunhar uma faca ou uma arma e destruir aqueles que são mais fracos que ele." (Isaac Bashevis Singer)

"Há muito de verdade no dito de que o homem se torna aquilo que come. Quanto mais grosseiro o alimento tanto mais grosseiro o corpo." (Mahatma Gandhi)

"A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo como os seus animais são tratados." (Mahatma Gandhi)

"Todos os seres vivos buscam a felicidade; direccione a sua compaixão para todos." (Mahavamsa)

"Se você pudesse ver ou sentir o sofrimento, certamente não pensaria duas vezes. Preserve a vida. Não coma carne." (Kim Basinger)

"Um homem só é nobre quando consegue sentir piedade por todas as criaturas." (Gautama Buda)

"Nós somos sepulturas vivas de bestas assassinadas, abatidas para satisfazer os nossos apetites. Como podemos esperar neste mundo, a paz por que tanto ansiamos?!" (George Bernard Shaw)

"Em meu pensamento, a vida de um cordeiro não é menos importante que a vida de um ser humano." (Mahatma Gandhi)

"Ou você abre o seu coração, ou algum cardiologista o fará por você!" (Deepak Chopra)

"Toda essa idéia de pegar uma criatura inocente e matá-la e machucá-la é para mim uma abominação." (Isaac Bashevls Singer)

"Apesar de a maioria das pessoas achar que não devemos matar pessoas, eu sinto que os animais também são pessoas, eles também têm almas." (Isaac Bashevls Singer)

"Toda a minha vida achei que matar animais só para que possamos comê-los era uma maneira errada de pensar. Por que ficamos pedindo misericórdia de Deus se não temos direito de não termos misericórdia de nós mesmos para com as criaturas que são mais fracas que nós." (Isaac Bashevls Singer)

Freud escreveu que "uma criança atribui igualdade total com os animais. Ela provavelmente se sente mais próxima de um animal do que do misterioso adulto".

Na nossa sociedade, nós aumentamos muito essa tendência, dando ursinhos de pelúcia às crianças, cachorros, patos de brinquedo, todos os tipos de animais. Temos livros de história e desenhos animados cheios de animais falantes. Então por volta dos 5 ou 6 anos as crianças tomam consciência de que o que elas comem nada mais é do que ios seus queridos animais. A maioria das crianças se tornaria
vegetariana se tivessem essa opção. (Eric Weiner)


"Aquele que não se penaliza com os sofrimentos dos animais não pode ter sincera compaixão humana, porque a dor é universal e idêntica. (autor desconhecido)

"Os animais também são filhos de Deus. Sentem fome, frio, dor, amam-se e querem-se bem como nós. (autor desconhecido)

"Eu sou a favor dos direitos animais bem como dos direitos humanos. Essa é a proposta de um ser humano integral. (Abraham Lincoln)

"A nossa tarefa deveria ser nos libertarmos ... aumentando o nosso circulo de compaixão para abarcar todas as criaturas viventes, toda a natureza e sua beleza." (Albert Einstein)

"Jovens: sabia que a geração de vocês não é a primeira a aspirar por uma vida plena de beleza e de liberdade? Sabia que todos aqueles que o precederam sentiam no coração aquilo que você sente hoje e que depois foram vítimas do ódio e da infelicidade? Sabia que todos aqueles desejos ardentes que você possui, somente vão se realizar se você for capaz de exercer amor e compreensão pelos homens, animais, plantas, e estrelas, de tal forma que cada alegria será também a sua alegria, e cada dor também sua? Jovem, abra os olhos, o coração, abra as mãos e fuja dquele veneno que os seus antecessores sugaram avidamente da História. Só então o mundo inteiro há de se tornar a pátria de todos vocês, e o seu trabalho, os seus esforços, se espalharão como benções sobre a Terra". (Albert Einstein)

"É destino de toda verdade ser objecto de ridículo quando exposta pela primeira vez. Era considerado idiotice se supor que homens negros eram realmente seres humanos e tinham que ser tratados com tal. O que uma vez foi considerado estupidez foi reconhecido como verdade. Hoje em dia é considerado exagero se proclamar constantemente o respeito por cada forma de vida, como sendo uma séria exigência de uma ética racional. Mas virá o dia em que as pessoas ficarão espantadas com o facto de que a raça humana existiu por tanto tempo antes de reconhecer que lesar uma vida irrefletidamente é incompatível com a verdadeira
ética. Ética é, sem ressalvas, responsabilidade por tudo o que tem vida." (Albert Schweitzer)


"O princípio da moral humana começa pelo respeito a toda criatura vivente."(Albert Schweitzer)

"Não permitas que ninguém negligencie o peso da sua responsabilidade. Enquanto tantos animais continuam a ser maltratados, enquanto o lamento dos animais sedentos nos vagões de carga não sejam emudecidos, enquanto prevalecer tanta brutalidade em nosso matadouros... todos seremos culpados. Tudo o que tem vida tem valor como um ser vivo, como uma manifestação do mistério da vida." (Albert
Schweitzer)

"Um homem é verdadeiramente ético apenas quando obedece sua compulsão para ajudar toda a vida que ele é capaz de assistir, e evita ferir toda a coisa que vive." (Albert Schweitzer)

"O erro da ética até o momento tem sido a crença de que só se deva aplicá-la em relação aos homens." (Albert Schweitzer)

"Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar o seu semelhante." (Albert Schweitzer)

"Primeiramente, é a solidariedade com todas as criaturas que torna um homem verdadeiramente humano." (Albert Schweitzer)

"Muito pouco da grande crueldade mostrada pelos homens pode ser atribuída realmente a um instinto cruel. A maior parte dela é resultado da falta de reflexão ou de hábitos herdados." (Albert Schweitzer)

"O animal é o sub-proletário mais explorado da face da Terra. Ele é utilizado em todos os setores: companhia, consumo, medicina, pesquisa cientifica, tradição, lazer...Animal usado, maltratado, explorado, martirizado." (Alfred Kastler)

"As Sociedades Protetoras dos Animais são as sentinelas avançadas da Cultura e da Civilização." (Alexandre Dumas Filho)

"Os animais do mundo existem para seus próprios propósitos. Não foram feitos para os seres humanos, do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos, nem as mulheres para os homens." (Alice Walker)

"A minha doutrina é essa: se vermos crueldade ou algo errado que temos o poder de cessar, e não fizermos nada, nós nos tornamos cúmplices." (Anna Sewell)

"Que moral vergonhosa e digna de parias é essa que se nega a reconhecer a essência eterna que existe em toda a criatura vivente e brilha com significância inescrutável para que todos os olhos capazes de ver o sol !" (Arthur Schopenhauer)

"A compaixão pelos animais está íntimamente ligada a bondade de carácter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem." (Arthur Schopenhauer)

"O Homem tem feito na Terra um inferno para os animais." (Arthur Schopenhauer)

"O animal selvagem e cruel não é aquele que está atrás das grades. É o que está na frente delas." (Axel Munthe)

"Sempre que alguém diz 'não devemos ser sentimentais', entenda-se que está prestes a fazer algo cruel. E se acrescentar: 'temos que ser realistas', significa que vai ganhar dinheiro com isso." (Brigid Brophy)

"Quando se é capaz de lutar por animais, também se é capaz de lutar por crianças ou idosos. Não há bons ou maus combates, existe somente o horror ao sofrimento aplicado aos mais fracos, que não podem se defender". (Brigitte Bardot)

"Não me venha falar de paz, se a violência começa no seu prato". (Boji
Greenwitch)


"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida. Projete você mesmo em todas as criaturas. Então, a quem você poderá ferir? Que mal você poderá fazer?" (Gautama Buda)

"Feliz seria a Terra se todos os seres estivessem unidos pelos laços da benevolência e só se alimentassem de alimentos puros, sem derrame de sangue. Os dourados grãos que nascem para todos dariam para alimentar e dar fartura ao mundo." (Gautama Buda)

"O homem implora a misericórdia de Deus mas não tem piedade dos animais, para os quais ele é um deus. Os animais que sacrificais já vos deram o doce tributo de seu leite, a maciez de sua lã e depositaram a confiança nas mãos criminosas que os degolam." (Gautama Buda)

"Se podemos cortar bestas simplesmente porque elas não podem nos impedir e porque estamos dando as costas ao direito à vida, então é lógico cortar imbecís, criminosos, inimigos ou capitalistas, pelas mesmas razões." (C. S. Lewis)

Bertolt Brecht - dramaturgo "Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural, nada deve parecer impossível de mudar."

"Pensamos demasiadamente e Sentimos muito pouco… Necessitamos mais de humildade Que de máquinas. Mais de bondade e ternura Que de inteligência. Sem isso, A vida se tornará violenta e Tudo se perderá." (Charles Chaplin)

"A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana." (Charles Darwin)

"Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais...os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento."
(Charles Darwin)

"Vale a pena morrer por isso. Se eu tivesse que voltar a comer carne, preferiria morrer". (Chrissie Hynde, líder dos Pretenders, em protesto realizado em Brasília com a SVB -Sociedade Vegetariana Brasileira, ao ser questionada se valia a pena ser presa pela causa.)

"Uma pessoa pode fazer toda a diferença no mundo ... Pela primeira vez na história humana, temos o destino do planeta inteiro em nossas mãos." (Chrissie Hynde)

"Os sacrifícios foram inventados pelo homem como pretexto para comer carne." (Clemente de Alexandria)

"Sou vegetariana... Parei de comer carne há, mais ou menos, seis anos, quando estava filmando "Selena". Durante as filmagens, tive que segurar uma galinha por cinco horas. Se você a segura e sente seu coraçãozinho bater por horas, você não pode mais pensar em comê-la". (Constance Marie)

"A vida é tão preciosa para uma criatura muda quanto é para o homem. Assim como ele busca a felicidade e teme a dor, assim como ele quer viver e não morrer, todas as outras criaturas anseiam o mesmo." (Dalai Lama)

"Matar animais por desporto, prazer, aventura e pelas suas peles, é um fenómeno que é ao mesmo tempo cruel e repugnante . Não há justificativa na satisfação de uma brutalidade dessas." (Dalai Lama)

"O homem tem o dever de colocar a sua inteligência e os seus conhecimentos a serviço do animais." (Declaração dos Direitos dos Animais - UNESCO)

"Todos os animais nascem iguais diante da vida e têm o mesmo direito à
existência." (Primeiro artigo da Declaração Universal dos Direitos dos Animais . UNESCO - Bruxelas 27/1/78)

"Enquanto estivermos matando e torturando animais, vamos continuar a torturar e a matar seres humanos - vamos ter guerra. Matar precisa ser ensaiado e aprendido em pequena escala." (Edgar Kupfer-Koberwitz)

"Enquanto prendermos animais em gaiolas, teremos prisões, porque o acto de prender precisa ser aprendido em pequena escala." (Edgar Kupfer-Koberwitz)

"Enquanto escravizarmos os animais, teremos escravos humanos, porque escravizar precisa ser aprendido em pequena escala." (Edgar Kupfer-Koberwitz)

"O que não concebo é degolar um cabrito, asfixiar uma pomba, cortar a nuca de uma galinha, ou dar punhaladas em um porco para que eu coma os seus restos. Não é por uma questão de química biológica o motivo de eu ter me passado para as fileiras do ovo-lacto-vegetarianismo, mas pelo imperativo moral de que minha vida não seja mantida às custas da vida de outros seres." (Eduardo Alfonso)

"Costumo perguntar às pessoas por que elas têm uma cabeça de veado na parede. Eles sempre dizem, que é porque é um belo animal. Bom, eu acho minha mãe muito bonita, mas apenas tenho fotografias dela." (Ellen DeGeneres)

"Por que é que o sofrimento dos animais me comove tanto? Porque fazem parte da mesma comunidade a que pertenço, da mesma forma que meus próprios semelhantes."
(Émile Zola)


"Em termos de evolução, bem maior é o débito da Humanidade para com os animais do que o crédito que lhes temos dispensado para seu bem-estar e progresso." (Eurípedes Kühl)

"Eu fiz lavagem cerebral em crianças, induzindo-as fazer o que é errado. Quero pedir desculpas por ter promovido uma empresa que factura milhões matando animais." (Ronald McDonald)

Geoffrey Guiliano (o actor principal do personagem Ronald McDonald, nos anos 80, quando pediu demissão e se desculpou publicamente.)

"Não há crueldade pior que pensar e acreditar que os animais existem para servir ao Homem." (Gabriela Toledo)

"Essa é a verdadeira alegria de viver; ser útil a um objectivo reconhecido por si próprio como importante, e ser uma força da natureza em vez de ser apenas mais uma pessoa obtusa, tensa e egocêntrica." (George Bernard Shaw)

"Quanto mais o homem simplifica a sua alimentação e se afasta do regime carnívoro, mais sábia é a sua mente." (George Bernard Shaw)

"Os animais são meus amigos...e eu não como meus amigos." (George Bernard Shaw)

"Nós somos sepulturas vivas de bestas assassinadas, abatidas para satisfazer nossos apetites. Como podemos esperar neste mundo, a paz de que tanto ansiamos?" (George Bernard Shaw)

"
Se liberdade existe, ela significa o direito de dizer às pessoas o que elas não querem ouvir." (George Orwell)

"Quando o assassinato de um animal, especialmente com requintes de perversidade, for na verdade punido como crime hediondo, aí o homem terá justificada sua condição de racional." (Geuza Leitão)

"Coloque uma maçã e um coelhinho no berço de uma criança pequena. Se a criança comer o coelhinho e brincar com a maçã eu lhe compro um automóvel novo" (Harvey Diamond)

"Eu nunca infernizo as pessoas. Eu só digo a elas a verdade e elas acham que as estou infernizando." (Harry S. Truman)

"Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas no que diz respeito ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta." (Albert Einstein)

"Duas coisas indicam fraqueza: Calar-se quando é preciso falar e falar quando é preciso calar-se." (Confúcio (Kung Fu-tze))

"Não há factos eternos, como não há verdades absolutas." (Nietszche)

"A coragem é a primeira qualidade humana, pois garante todas as outras." (Aristóteles)

"Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto,hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver." (Dalai Lama)

"Não é porque certas coisas são difíceis que nós não ousamos. É justamente porque não ousamos que tais coisas são difíceis!" (Sêneca)

"Eu cresci numa fazenda de gado - por isso me tornei vegetariana. A carne não presta para os animais, nem para o meio ambiente e nem para a sua saúde." (K. D. Lang)

"Se você pudesse ver ou sentir o sofrimento, certamente não pensaria duas vezes. Preserve a vida. Não coma carne." (Kim Basinger)

"Respeite os mais velhos e celebre os jovens. Mesmo insectos, a grama e as árvores você deve nunca maltratar." (Ko Hung)

"A impiedade com que sacrificamos nosso senso de decência para maximizar os lucros na criação de animais define um mesmo padrão de crueldade contra os próprios humanos." (Jonathan Kozol)

"A vida animal, mistério sombrio. Toda a natureza protesta contra a barbaridade do homem, que não entende, que humilha, que tortura os seus irmãos inferiores." (Jules Michelet)

"Não viemos no mundo para interpretá-lo e sim para transformá-lo." (Carlos Marx)

"Maltratar animais é demonstrar covardia e ignorância." (Leo Tolstoi)

"A carne contém aproximadamente 14 vezes mais pesticidas que os alimentos vegetais; os laticínios contêm 5 vezes e meia mais. Assim, ingerindo alimentos de origem animal, se ingere grandes quantias concentradas de químicos perigosos. A análise de vários alimentos pelo FDA demonstra que a carne de boi, frango, peixe, queijo e outros derivados de leite contêm esses pesticidas em níveis maiores e mais frequentes que outros alimentos." (Lewis Regenstein)

"Os fracos nunca podem perdoar." (Mahatma Gandhi)

"Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova." (Mahatma Gandhi)

"A força não provém da capacidade física e sim de uma vontade indomável." (Mahatma Gandhi)

"Eu quero expressar fraternidade e identidade não apenas com os seres chamados humanos, mas com toda as formas de vida, até mesmo com aquelas que se arrastam pela terra." (Mahatma Gandhi)

"Olho por olho e o mundo acabará cego!" (Mahatma Ghandi)

"Esse direito - o de matar um veado ou uma vaca - nos parece natural porque nós estamos no alto da hierarquia. Mas bastaria que um terceiro entrasse no jogo, por exemplo, um visitante de outro planeta a quem Deus tivesse dito: Tu reinarás sobre as criaturas de todas as outras estrelas, para que toda a evidência do Gênese fosse posta em dúvida. O homem atrelado à carroça de um marciano - eventualmente grelhado no espeto por um visitante da Via-Láctea - talvez se lembrasse da costeleta de vitela que tinha o hábito de cortar no seu prato. Pediria (tarde demais), desculpas à vaca." (Milan Kundera)

"A verdadeira bondade do homem só pode se manifestar com toda a pureza, com toda a liberdade, em relação àqueles que não representam nenhuma força. O verdadeiro teste moral da humanidade (o mais radical, num nível tão profundo que escapa ao nosso olhar) são as relações com aqueles que estão à nossa mercê: os animais. é aí que se produz o maior desvio do homem, derrota fundamental da qual decorrem todas as outras." (Milan Kundera)

"Somos o que repetidamente fazemos. A excelência não é, portanto, um feito e sim um hábito." (Aristóteles)

"No começo do Gênese está escrito que Deus criou o homem para reinar sobre os pássaros, os peixes e os animais. é claro, o Gênese foi escrito por um homem, e não por um cavalo. Nada nos garante que Deus desejasse realmente que o homem reinasse sobre as outras criaturas. é mais provável que o homem tenha inventado Deus para santificar o poder que usurpou da vaca e do cavalo." (Milan Kundera)

"Entre 135 criminosos, incluindo ladrões e estupradores, 118 admitiram que quando eram crianças queimaram, enforcaram ou esfaquearam animais domésticos."
(Ogonyok)


"A vida é valor absoluto. Não existe vida menor ou maior, inferior ou superior. Engana-se quem mata ou subjuga um animal por julgá-lo um ser inferior. Diante da consciência que abriga a essência da vida, o crime é o mesmo." (Olympia Salete)

"Saber, e não fazer, ainda não é saber." (Lao Tsé)

"A verdade alivia mais do que machuca. E estará sempre acima de qualquer falsidade como o óleo sobre a água." (Miguel de Cervantes)

"Tenho visto demasiado ódio para querer odiar." (Martin Luther King)

"Um grande politico pensa no povo, mas um grande Estadista pensa nas gerações futuras." (Lincoln)

"Acreditar em algo e não vivê-lo é desonesto." (Mahatma Gandhi)

"Seja você a mudança que quer ver no mundo." (Mahatma Gandhi)

"Amar é mudar a alma de casa." (Mario Quintana)

"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer." (Albert Einstein)

"Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação." (Mário Quintana)

"E um dia os homens descobrirão que esses discos voadores estavam apenas estudando a vidas dos insectos..." (Mário Quintana)

"Os utópicos sentem que matar nossos companheiros animais gradualmente destrói nosso senso de compaixão, que é o sentimento mais fino do qual a natureza humana é capaz." (Thomas More)

"O vegetarianismo serve como critério pelo qual sabemos que a busca por uma perfeição moral por parte da humanidade é genuína e sincera." (Leo Tolstoi)

"Um humano pode ser saudável sem matar animais para alimentação. Portanto se ele come carne, ele participa no assassinato de um animal só por causa do seu apetite." (Leo Tolstoi)

"Acho que tem algo estranho em comer outras coisas vivas." (Shania Twain)

"Eu sei, em minha alma, que comer uma criatura que foi criada para ser comida e nunca teve a chance de ser um ser vivo na realidade não é saudável. É como se... você estivesse comendo apenas miséria. Comendo uma vida amarga." (Alice Walker)

"Vida é vida, seja em um gato, um cão ou no homem. Não há diferença entre um gato ou um homem. A idéia de diferença é uma concepção humana, vantajosa apenas para o prório homem." (Sri Aurobindo)

"Ninguém cometeu maior erro do que aquele que não fez nada só porque podia fazer muito pouco." (Edmund Burke)

"Não são as más ervas que sufocam o grão, é a negligência do cultivador."(Confúcio)

"O pessimista se queixa do vento, o otimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas." (William George Ward)

"Abrem-se tempos de rebelião e mudança. Há aqueles que crêem que o destino descansa nos joelhos dos deuses, mas a verdade é que trabalha, como um desafio candente, sobre as consciências dos homens." (Eduardo Galeano)

"Se pudéssemos aprender de manhã o que é justo, poderíamos ficar satisfeitos em morrer de tarde." (Confúcio)

"Cada coisa tem a sua beleza, mas nem todos podem vê-la." (Confúcio)

"Sê o que quiseres, mas procura sê-lo totalmente." (Thomas More)

"Qualquer tolo inteligente pode tornar as coisas maiores, mais complexas e mais violentas. É preciso um toque de génio e muita coragem para ir na direcção oposta." (Albert Einstein)

"A vida do animal é o seu único bem. Há bem maior do que a própria vida? O sofrimento é abominável, mas perder a vida é tudo. Vida essa que não tem volta,nunca mais." (Ana M)

"Se eu pudesse fazer com que todos no mundo vissem um filme, eu os faria assistir EARTHLINGS." (Peter Singer)

"Não ter conhecido vida melhor não alivia o sofrimento do animal. Os seus desejos fundamentais permanecem e é a frustração desse desejo, que constitui grande parte de seu sofrimento. Há muitos exemplos: a vaca leiteira, que nunca tem permissão para amamentar o seu bezerro, as galinhas poedeiras, que nunca podem andar ou mesmo esticar as suas asas, a porca, que nunca pode fazer o seu próprio ninho ou encontrar a sua comida na natureza, etc. Por fim, nós frustramos o desejo mais fundamental de todos do animal - o de viver." (David Cowles-Hamar)

Declaração Universal dos Direitos dos Animais - UNESCO 1978
*1 - Todos os animais têm o mesmo direito à vida.
*2 - Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.
*3 - Nenhum animal deve ser maltratado.
*4 - Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.
*5 - O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser
abandonado.
*6 - Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.
*7 - Todo o acto que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.
*8 - A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra
os animais.
*9 - Os direitos dos animais devem ser defendidos por lei.
*10 - O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.


"A não-violência nos leva a mais alta ética, a qual é objetivo de toda evolução. Até pararmos de ferir outros seres vivos, seremos ainda selvagens." (Thomas Edisom)

"Parece não haver limite para as maneiras extravagantes, confusas e irresponsáveis como usamos os nossos formidáveis trunfos
para alterar a ordem das coisas na Terra, com a única meta de fazer
nossos direitos e satisfazer prontamente nossa ganância. Qualquer
coisa que agrade o nosso ego basta para cegar-nos a todas as outras
considerações e tornar-nos insensíveis às conseqüências de nossas ações.

Lutamos entre nós pela supremacia e engajamo-nos em
competições acirradas para obter lucros rápidos, não importa qual
seja o custo para os outros, nem a possibilidade de infringir
padrões éticos. E, ao fazer isso, estamos devastando o nosso meio
ambiente. Na verdade, o maior abuso e os piores efeitos de nosso
recente conhecimento e poder surgem porque eles nos tornaram tão
presunçosos e egocêntricos que renunciamos à comunhão com a
Natureza." (Aurélio Peccei)


"Quem faz o bem ao outro deve fazê-lo nos mínimos detalhes. O Bem geral é a justificativa do imoral, do hipócrita e do falso." (William Blake)

"Se as portas da percepção fossem limpas, tudo apareceria ao homem como realmente é: infinito." (William Blake)

"O amor não busca agradar a si mesmo / Nem destina qualquer cuidado a si próprio/ Mas se dá facilmente ao outro, / E constrói um Paraíso no desespero doInferno." (William Blake)

"Passamos a 1ª metade das nossas vidas desperdiçando a nossa saúde para ganhar riqueza. e a 2ª metade das nossas vidas desperdiçando a nossa riqueza para readquirir a saúde." (Dalai Lama)

"O homem mal reconhece os demónios de sua própria criação." (Albert Schweitzer)

"Desafie constantemente de tudo o que você pensa que 'sabe'." (Charlie Abel)

"As mentes mais profundas de todos os tempos sentiram compaixão pelos animais." (Nietzsche)

"O Diabo não há! É o que eu digo, se for... Existe é homem humano." (João Guimarães Rosa)

"O animal é o sub-proletário mais explorado da face da terra. Ele é utilizado em todos os sectores, companhia, consumo, medicina, pesquisa científica, tradição, lazer. Animal usado, maltratado, explorado, martirizado" (Alfredo Kastler)

"Vivemos com um terço do que comemos, do restante vivem os médicos." (Ditado Egípcio)

"Muchos se amparan en ciertos pasajes de La Biblia para ingerir carne, sin embargo una mirada esotérica nos llevara a entender que en ningun momento se recomienda la ingesta de ésta. Por ejemplo: (1) Jesucristo alimento a la multitud con panes y peces - se trata de una representacion simbolica de la era de Virgo (pan) y Piscis (peces) que siguio a la de Aries (cordero) y Libra (juicio y balanza). Un texto de La Biblia dice: "toda hierba verde les doy de alimento". El desarrollo de ciertas enfermedades nos muestran claramente que deberiamos atenernos a una dieta vegetariana. Por otro lado, se habla de un profeta que se alimento de "langosta y miel" en el desierto y he leido que se cree que esto representa un producto conocido como "pan de San Juan" y nada tiene que ver con lo que entendemos como langosta en la actualidad. El lienzo que Pedro vio y donde aparecian distintos animales no deberia tomarse como indicativo de ingesta de carne y mucho menos de matar, sino del deber de llevar el mensaje a todas las razas de hombres. Obvio también es que al decir "carne para los fuertes" y "leche para los ni~os" se refiere a que las ense~anzas profundas son para los mas evolucionados espiritualmente y las mas elementales para aquellos cuya comprension espiritual esta poco desarrollada." (Myriam)

Entre os dias 1 a 7 de Outubro vegetarianos de todo o mundo estarão promovendo os ideais do VEGETARIANISMO na semana vegetariana.

No dia 3 de Outubro/2009 as 16 horas teremos o lançamento do livro VEGETARIANISMO , de Delmar Domingos de Carvalho, na SOCIEDADE PORTUGUESA DE NATURALOGIA.

Colesterol