Monday, 15 September 2008

Tribulus terrestris



A Tribulus terrestris é normalmente conhecida por a videira da punctura (picada ou ferimento feito com punção). É uma erva que, na Europa, foi utilizada como estimulante sexual— para aumentar o impulso e o desempenho — e para tratamento da impotência durante vários séculos.

Parte utilizada:
As partes da planta utilizadas como medicamento são as folhas e as raízes.

História:
Na Grécia Antiga, era comum o uso dos frutos secos da Tribulus terrestris como um laxante suave e um tónico geral. Na China, era muito utilizada para tratar problemas do fígado e como remédio cardiovascular, além de eliminar dores de cabeça e exaustão nervosa. Na Índia é uma planta de uso tradicional na medicina Ayurvédica devido ás suas propriedades afrodisíacas e cardiotónicas.

Mas, na verdade, o uso mais disseminado da Tribulus terrestris é no tratamento de problemas sexuais. O uso popular relata sucesso no tratamento de infertilidade nas mulheres, impotência ou disfunção eréctil nos homens e aumento da libido em ambos os sexos.

Utilizações:
É uma planta utilizada na medicina tradicional oriental, sobretudo na medicina Ayurvédica e na medicina tradicional chinesa, para tratamento de doenças cutâneas, edema, inflamação, incluindo inflamação das vias aéreas, entre outras aplicações. Esta planta é utilizada pelas suas propriedades vitalizantes e é semelhante nas suas acções a outros produtos também naturais muito utilizados, como o ginseng.

Constituintes químicos:
O extracto seco de Tribulus Terrestris é obtido das frutas dessa planta, que têm como principal princípio activo a saponina. É rico também em esteróides, flavonóides, alcalóides, ácidos de óleos insaturados, cálcio, fósforo, ferro e proteína. A fruta contém resina, taninos, açúcares redutores, nitratos, peroxidase (estável abaixo de 50º), diastase e traços de um glucosídeo. A planta contém saponinas e sapogeninas: disogenina, gitogenina, clorogenina, ruscogenina, entre outros. Grandes quantidades de potássio e nitrato estão também presentes nas frutas.

A possibilidade de extractos de Tribulus terrestris contribuírem para o aumento da concentração de testosterona no organismo pode ser explicada pela conversão directa das saponinas esteróides em androgénios ou por uma acção indirecta, através da estimulação das glândulas que produzem estas hormonas. Através destes efeitos, o uso de extractos de Tribulus terrestris poderia fazer aumentar a massa muscular.


Propriedades terapêuticas e medicinais
As propriedades terapêuticas desta planta devem-se à presença de saponinas esteróides derivadas dos triterpenos, uma classes de moléculas com actividade biológica significativa. Estas moléculas possuem uma estrutura semelhante às hormonas esteróides produzidas no nosso organismo com acção androgénica e anabolizante, casos da testosterona, da dehidroepiandrosterona e epiandrostenediona.

A Tribulus terrestris é uma hormona não esteroidal, que aumenta a testosterona e aumenta os níveis da hormona luteinizante (LH). Estudos comprovam que quando administrado em homens saudáveis de 28 a 45 anos, em 3 doses de 250 mg ao dia ocorre um aumento de 41 % dos níveis de testosterona no decorrer de 5 dias. Além da elevação da testosterona, há um aumento da libido, frequência e força das erecções e recuperação da actividade sexual. Reduz os níveis de colesterol e melhoria do humor. Em mulheres diminui os sintomas da frigidez sexual, aumenta a libido e reduz os sintomas da menopausa.

Possui uma significante actividade diurética e inibe a formação de pedras nos rins, bem como actua em casos de espermatorréia, fosfatúria, doenças genito-urinárias como disúria, gonorreia, cistite crónica, desordens urinárias, incontinência urinária, gota, e também em desordens uterinas após o parto. Útil em diabetes, infecções respiratórias do trato inferior e superior e problemas cardíacos. Também mostrou reduzir a pressão alta, como também sódio e mostrou um efeito analgésico.

Efeitos:
Efeitos positivos sobre a função eréctil e no aumento da libido em homens e mulheres
Aumenta os níveis corporais de testosterona e LH.
Redução dos níveis de colesterol.
Estimula a ovulação, benefícios na síndrome pós-menopausa.Impotência.
Aumento da massa muscular em atletas.
Estimulação do sistema imunológico.
Estimula crescimento de melanócitos.

Pesquisas:
O Instituto Químico-Farmacêutico em Sofia, na Bulgária, conduziu estudos clínicos com a Tribulus Terrestris, e concluíram um aumento nas funções reprodutoras, incluindo na produção de esperma e testosterona em homens.
Nas mulheres houve um aumento da concentração de hormonas, incluindo o estradiol, com alteração ligeira da testosterona e melhoria da função reprodutora, libido e ovulação.
Os resultados dispararam com a realização de vários estudos científicos por todo o mundo, com resultados bem promissores.
Os pesquisadores já descobriram que a Tribulus terrestris pode elevar significativamente os níveis das hormonas LH e da testosterona, cujos efeitos foram confirmados com o aumento na frequência e força na erecção, além de aumento do vigor na actividade sexual. Outros efeitos positivos foram relacionados, como a diminuição nas taxas de colesterol, a melhoria no humor e na auto-estima.

No Brasil, um dos estudos com a Tribulus terrestris foi realizado pelo ginecologista Décio Luiz Alves, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O pesquisador resolveu testar a planta após avaliar um estudo sobre a eficácia da planta que envolveu 45 homens - saudáveis e diabéticos, realizado na Indonésia, em 1998. O uso da medicação proporcionou uma melhora significativa (de até 65%) no desempenho sexual dos participantes.

Nota:
Os resultados do uso do Tribulus Terrestris são excelentes, não como um "viagra", pois não produz erecções imediatas, mas o seu uso continuado - com intervalos sem uso - proporciona uma significativa melhora na resposta eréctil , mesmo em pacientes diabéticos ou idosos.

Fonte: CENTERIN

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Informação complementar

História do Tribulus Terristris

O Tribulus Terristris erva natural, comumente conhecida como a videira da punctura (picada ou ferimento feito com punção) que tem sido usada durante séculos na Europa para tratamento da impotência e como um estimulante para ajudar a aumentar o impulso e o desempenho sexual. Como apoio atlético, esta potente erva tem sido observada e estudada para realçar a produção do LH (hormônio luteinizante) e impulsionar os níveis de testosterona. Este poderoso extrato, como DHEA e Androstenediona, pode ajudar a elevar os níveis de testosterona sem perigo e seus efeitos têm sido cobiçados pelos atletas búlgaros durante décadas.

O Instituto Químico-Farmacêutico em Sofia, na Bulgária, conduziu estudos clínicos com Tribulus Terrestris, que mostraram uma melhoria nas funções reprodutoras, incluindo aumento na produção de esperma e testosterona em homens.

Nas mulheres verificou-se um aumento da concentração de hormônios, incluindo o estradiol, com alteração ligeira da testosterona e melhoria da função reprodutora, libido e ovulação.

Um estudo envolvendo indivíduos saudáveis que tomaram 750mg/dia de Tribulus Terrestris, avaliaram as respostas hormonais que revelaram aumentos de LH de 14,38 ml/U/ml para 24,75mI/U/ml. A testosterona livre nos homens também aumentou de 60ng/dl para 84,5ng/dI3.

Outro estudo realizado em mais de 200 homens que sofriam de impotência, revelou que muitos dos homens experimentaram aumento dos níveis de LH e testosterona, da produção de esperma e da sua motilidade.


Mecanismo de ação do Tribulus Terrestris

O Tribulus terrestris provoca vasodilatação na região genital, o que pode explicar os seus efeitos sobre a ereção. Pode aumentar ainda a contagem de espermatozóides, bem como a sua motilidade, podendo, por isso, ser um auxiliar precioso para tratar a infertilidade. Em mulheres, diminui os sintomas da frigidez sexual, aumenta a libido e reduz os sintomas da menopausa.

Ao aumentar as concentrações plasmáticas de testosterona, aumenta também produção de músculo como efeito anabólico. A testosterona é vital porque desempenha vários papéis essenciais no nosso organismo, em especial, a síntese de massa muscular, com os conseqüentes ganhos de força.


Indicações de uso do Tribulus Terristris

" Eficaz no aumento da produção de TESTOSTERONA;
" Estimulante para aumentar o IMPULSO SEXUAL; (ambos os sexos)
" Aumento da FORÇA e MASSA MUSCULAR em atletas; (efeito anabólico)
" Diminui a FRIGIDEZ SEXUAL em mulheres;
" Aumenta a quantidade e a motilidade de espermatozóides; (fertilidade)
" Possui efeito hepatoprotetor;


Quais as vantagens em usar Tribulus Terristris

Como DHEA e Androstenediona, Tribullus terrestris pode naturalmente favorecer a produção da testosterona. Testosterona é vital porque ela desempenha vários papéis essenciais em nosso corpo, incluindo a construção do músculo e força. Atletas estão usando Tribulus terrestris para ajudar a garantir que seus níveis deste hormônio natural estejam nos níveis normais em qualquer tempo. Isto pode, portanto, garantir que os níveis de testosterona sejam mantidos completos na plataforma natural e sem o uso de drogas perigosas como os esteróides. Vale ressaltar que esta planta não é proibida pelo COI (Comitê Olímpico Internacional).


Qual a dosagem recomendada de Tribulus Terristris

Por enquanto não existe um guia definitivo sobre a quantidade de Tribulus terrestris que deverá ser tomada. Há diferentes diretrizes sugeridas por especialistas no campo médico. A mais sugerida é 250-750 mg por dia, tomada uniformemente durante todo o dia.

Igualmente como qualquer suplemento, cautela deverá ser exercida quando pensar em tomar Tribulus terrestris. Nos estudos das pesquisas feitas nenhum efeito adverso foi notado proveniente do uso de Tribulus terrestris. Além disso, em pesquisa adicional, nenhum efeito adverso foi demonstrado sobre o sistema nervoso ou cardiovascular. Até este momento nenhuma toxicidade ou efeito negativo ocorreu quando Tribulus terrestris é usado como suplemento nutricional.

Não há nenhum indício que mostre conclusivamente qual deveria ser a dosagem ótima e a duração de Tribulus terrestris. Muitos estudos das pesquisas feitas usaram 750 mg de Tribulus terrestris por curto período de tempo. Ao contrário de DHEA e Androstenediona, Tribulus terrestris não é produzido pelo corpo, contudo, o uso prolongado poderia "minimizar" seus efeitos e fazê-lo menos potente. O uso a longo prazo e seus efeitos ainda não foram estudados, portanto, "ciclar" Tribulus terrestris pode ser vantajoso.

Existem diferentes maneiras de "ciclar" que têm sido usadas como rotina. Estas incluem um ciclo de 3 semanas usando, seguido de outro ciclo de l a 3 semanas sem uso, ou uma dosagem padrão com ciclo decrescente, tal como 4 a 6 semanas "on" (usando) seguido por 3 a 6 semanas "off" (sem usar). Como é o caso com toda suplementação, a melhor decisão é a chave do sucesso. Conhecer seu corpo e seus limites é tão decisivo para a própria suplementação como é para o próprio treinamento. 


2 comments:

Anonymous said...

Today, I went to the beach front with my kids. I found a
sea shell and gave it to my 4 year old daughter and said "You can hear the ocean if you put this to your ear." She placed the shell to her ear and screamed.
There was a hermit crab inside and it pinched her ear. She never
wants to go back! LoL I know this is entirely off topic but I had to tell someone!


Feel free to surf to my web-site ... how to take simply garcinia cambogia

Jessica Lara said...

Poxa adorei,ja havia escutado falar do tribulus mas não imaginei que tivesse tantos e tão bons beneficios.Valeu pela dica!